artabria

AFONSO MENDES SOUTO: ATÉ SEMPRE, CAMARADA!

Publicado el 1 agosto, 2019 | Noticias, Prensa
Julho 31, 2019 

De BRIGA queremos comunicar, de novo, o nosso profundo pesar polo falecimento do militante independentista Afonso Mendes Souto, o qual foi membro do MLNG, participando em AGIR, Nós-UP e BRIGA. Afonso foi umha das pessoas fundadoras da nossa organizaçom naquele 16 de outubro de 2004.

Afonso

Afonso, procedente do popular bairro corunhês de Monte-Alto, tivo umha importante implicaçom na defesa e promoçom da língua galega já desde muito novo, chegando a ganhar com os seus poemas prémios de poesia na Faculdade de Filologia da UDC e um segundo prémio de Literatura Galega no seu liceu, com um relato em prosa. EDF Salvaterra

Seguindo no ámbito cultural, foi cofundador da Associaçom Cultural Marcos da Portela, a qual desenvolveu diferentes atividades de defesa e espalhamento do uso da língua na universidade corunhesa, como foi, por exemplo, o Congresso “O galego hoje”, por onde passárom destacadas personalidades e ativistas da língua e cultura galegas. Além disso, foi bolseiro do I Congresso Internacional Curros Henriques, organizado polo Conselho da Cultura Galega, e trabalhou para Associaçom Galega de Estudos e Investigaçom Psicossocial. Também contribuiu com diferentes trabalhos para o PGL, para o Diário Liberdade e para o boletim da RAG, sendo membro da AGAL e da Comissom Lingüística da AEG desde o seu início e do Conselho de Redaçom da revista Kallaika, editada por este último colectivo. Destacou também no antigo Centro Social corunhês Atréu e o seu contributo foi imprescindível para fazer realidade em 2007 o atual Centro Social Gomes Gaioso.

No ámbito estudantil, também desde muito novo estivo interessado na militáncia, agindo como membro do Conselho Escolar e delegado em parte das suas turmas durante o Ensino Médio e representante, depois, na Juntas de sua Faculdade. Participou ativamente nas luitas contra a LOU e com grande compromisso na organizaçom estudantil da esquerda independentista AGIR, fazendo parte do Conselho Nacional.

 

Cartaz pedindo liberdada das detidas

A nível juvenil, foi membro fundador de BRIGA, dentro da necessidade de cobrir o espaço dumha organizaçom juvenil enquadrada na estratégia revolucionária do MLNG. Durante a sua etapa de militáncia juvenil, sofreu os golpes da repressom espanhola, sendo detido polo seu forte envolvimento na luita antimilitarista que surgiu em volta do desfile militar que se realizou na cidade corunhesa em 2005. Isto foi um dos desencadeantes dumha das maiores vagas repressivas contra a juventude do MLNG dos últimos tempos: a Operaçom “Cacharrón”, na qual foi detido após ter ido à esquadra policial a interessar-se polo estado do primeiro militante em ser prendido: Vreixo Lopes.

Protesto pola detençom de jovens independentistas

Protesto pola detençom de jovens independentistas

 

Rolda imprensa pola Op. Caharrom

Rolda imprensa pola Op. Caharrom

Afonso foi, enfim, um bom e generoso que, sem ter nunca pretensons de destacar sobre ninguém nem de fazer grandes barulhos, realizou um trabalho impagável sem maior vontade que a de contribuir para a luita de libertaçom nacional e social de género do nosso país.

 

Protesto contra julgamentos à juventude

Protesto contra julgamentos à juventude

 

Ocupaçom da CEG em Compostela

                                          Ocupaçom da CEG em Compostela

A militáncia de BRIGA queremos manifestar publicamente a nossa humilde, mas sincera, homenagem e total reconhecimento ao seu labor na causa nacional e de classe e reiteramos as nossas condolências a familiares e amizades.

 

Junto com militantes da AMI detid@s na Op. Castinheira e mais membr@s da esquerda independentista

Nom morre quem nom se esquece. Obrigadas e até sempre, camarada!

No Congresso de Nós UP em 2011

No Congresso de Nós UP em 2011

noroeste-628x356

Morreu Afonso Mendes

Por  a 30 de julho de 2019

Ontem soubo-se a notícia do falecimento do reintegracionistas corunhês Afonso Mendes Souto, que até 2016 tinha pertencido à AGAL, associaçom para a qual lecionou durante anos cursos on-line. Em 2016 fijo parte do grupo promotor da Associaçom de Estudos Galegos (AEG).

Ele também fora um dos principais impulsionadores do centro social Gomes Gaioso, de tendência reintegracionista, e foi um incansável luitador em prol da língua na Corunha, cidade onde nascera em 1980 e onde morava no bairro de Monte Alto.

Afonso Mendes era licenciado em Filologia Galega pola Universidade da Corunha. Escrevia para o nosso Portal Galego da Língua e para o Diário Liberdade. Para além da atividade desenvolvida no Gomes Gaioso, militou desde mui novinho no movimento independentista.

A AGAL e o PGL unem-se hoje para dar os mais sentidos pêsames à família e a outras e outros companheiros de ativismo de Afonso.

agora

AFONSO MENDES SOUTO IM MEMORIAM
Com pesar e tristeza, recebemos a notícia do inesperado falecimento do Afonso.
Formou parte ativa da segunda geraçom de militantes, que a inícios deste século contribuiu à construçom da esquerda revolucionária independentista e socialista galega articulada à volta do binómio Primeira Linha/NÓS-UP.
Foi um dos seis jovens detid@s no verao de 2005 pola Guarda Civil, na denominada “Operaçom Cacharrón”, contra a recém constituída organizacom juvenil Briga.
Ativista cultural e reintegracionista convencido, foi um dos fundadores e promotores do CS Gomes Gaioso da Corunha.
Agora Galiza-Unidade Popular rende-lhe tributo e transmite as suas condolências a sua companheira, familiares e amizades.
Até sempre camarada!
artabria

· 30 de Xullo · 

Da Fundaçom Artábria queremos manifestar as nossas condolências pola morte de Afonso Mendes Souto amigo e destacado ativista pola nossa causa nacional e na defesa da nossa língua.


Queremos encaminhar um forte abraço à sua companheira, familia e amig@s. Seguiremos a trabalhar pola defesa da nossa língua como tu farias. Até sempre Afonso.
Que a terra lhe seja leve.

 

¿Te gusta este artículo? ¡Compártelo!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *